Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Ações da Corsan garantem abastecimento no verão

Publicação:

ETA de Capão da Canoa, à época de sua construção
ETA de Capão da Canoa, à época de sua construção

Em virtude de ações e investimentos realizados, a maioria dos sistemas de abastecimento de água da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) está funcionando normalmente neste verão. Ainda que a maior parte da população esteja regularmente abastecida, podem ocorrer problemas pontuais, causados por fatores externos – como falta de energia elétrica, por exemplo.

No sistema integrado de Gravataí e Cachoeirinha, as iniciativas tomadas já geraram resultado positivo, reduzindo significativamente as reclamações de falta de água. Entre outras ações, a Corsan modernizou a Estação de Bombeamento de Água Tratada (EBAT-4), que é a principal elevatória do sistema, e instalou novas adutoras de água tratada. A Companhia também efetuou melhorias elétricas na Estação de Tratamento de Água (ETA) Rio Branco, em Canoas, maior município atendido pela empresa.

A cidade de Estância Velha é abastecida por meio da ETA de Campo Bom. No fim do ano passado, quando foi realizada uma obra de interligação de adutoras em Campo Bom, houve interrupção do fornecimento de energia elétrica, o que elevou o prazo previsto para a normalização do abastecimento. Nesses casos, a Corsan toma diversos procedimentos, com destaque para a execução de expurgos nas tubulações, pois pode haver desprendimento de incrustações na rede e alterações de cor – que, importante frisar, não trazem prejuízos à saúde. Em 2018, foram feitas manutenções em todos os reservatórios da Companhia no município.

A Corsan garante a potabilidade da água tratada e distribuída à população. Além de realizar procedimentos técnicos de tratamento, a Companhia coleta diariamente amostras de água em vários pontos da rede, para a realização de análises científicas e o devido monitoramento dos parâmetros exigidos pela legislação. A Corsan recomenda que os imóveis tenham reservatórios domiciliares (as populares “caixas d’água”), para garantir o abastecimento mesmo nos casos de eventuais intermitências no fornecimento feito pela Companhia. Também é imprescindível que cada usuário mantenha o seu reservatório limpo e bem conservado, a fim de preservar a qualidade da água a ser consumida.

No Litoral, a nova ETA de Capão da Canoa, que teve sua vazão máxima ampliada de 420 para 650 litros por segundo, está permitindo a regularidade do fornecimento de água nesse período de intenso movimento. Também contribuem para qualificar o abastecimento os novos Centros de Controle Operacional (CCOs), como o de Xangri-Lá/Capão da Canoa. São centrais de gerenciamento do sistema, que monitoram a operação e garantem mais rapidez e qualidade na prestação dos serviços.

O sistema integrado de Canela e Gramado também foi beneficiado por uma série de investimentos. Entre outras ações, a Corsan instituiu um contrato de performance para a busca de vazamentos e inaugurou um novo reservatório, de 3 mil m³, junto à Aldeia do Papai Noel. Além disso, criou uma Unidade de Saneamento Especial para atender as duas cidades, reforçando as equipes e dando mais agilidade e autonomia para o atendimento à população. Também  cabe destacar o trabalho realizado em Alegrete, em decorrência das recentes chuvas e da cheia do rio Ibirapuitã. Diante da inundação na estrutura de captação, o sistema de abastecimento apresentou problemas, os quais foram enfrentados pela equipe da Companhia com manobras operacionais que minimizaram os efeitos no fornecimento de água da cidade.

Atendimento Online
CORSAN